top of page

Alerta amarelo? Receita do YouTube cai pelo terceiro trimestre consecutivo


De acordo com o relatório trimestral da Alphabet, proprietária do YouTube, a receita de publicidade da plataforma caiu 2,6% no primeiro trimestre de 2023 em relação ao ano anterior, para US$ 6,69 bilhões, registrando a terceira queda consecutiva. Embora a queda seja menor do que a prevista pelos especialistas, vale lembrar que a receita da plataforma caiu 7,8% no quarto trimestre de 2022 e 1,9% no terceiro trimestre. A Alphabet não destacou a receita dos serviços premium como estatísticas separadas, embora estas não sejam provenientes de publicidade.


Com a saída da ex-chefe do YouTube, Susan Wojcicki, substituída por Neal Mohan, o YouTube tem promovido o serviço Shorts para manter a atenção dos usuários e aumentar o tempo geral de visualização. Desde fevereiro, a plataforma passou a monetizar o conteúdo do Shorts e a compartilhar a receita publicitária com os criadores de vídeos curtos. A diretora financeira do YouTube, Ruth Porat, afirmou que a empresa vê sinais de estabilização no negócio de publicidade do serviço. O chefe da Alphabet, Sundar Pichai, também afirmou que o YouTube TV e os canais primetime receberam um bom impulso.


Embora a receita do YouTube tenha apresentado queda, a Alphabet superou as expectativas dos especialistas com uma receita de US$ 69,8 bilhões e lucro líquido de US$ 15,05 bilhões no primeiro trimestre. A empresa, no entanto, continua a otimizar sua estrutura, tendo anunciado em janeiro a demissão de 12.000 funcionários, cerca de 6% da força de trabalho, como parte de uma redução de excesso de recursos humanos.




Comentarios


Post: Blog2_Post
bottom of page