Após CNN Brasil, enviados do SBT e da Band deixam Kiev com o agravamento da situação


imagem/twitter


Após a decisão da CNN Brasil de retirar os seus enviados especiais de Kiev, outras emissoras brasileiras estão seguindo o mesmo caminho. O motivo é o agravamento das condições na capital da Ucrânia. Nesta terça-feira (01), os repórteres Sérgio Utsch, do SBT, e Yan Boechat, da Band, informaram, através do Twitter, que a situação em Kiev deteriorou nos últimas horas e que, portanto, decidiram deixar a capital da Ucrânia.


Situação semelhante aconteceu com o experiente Roberto Crabini, que foi enviado pela Record para cobrir a situação no país, mas sequer havia conseguido cruzar a fronteira até a exibição da sua 'Reportagem Especial' dentro do 'Domingo Espetacular' do último dia 27.





A Globo, que tinha enviado repórteres especiais durante toda a situação do pré-guerra, optou por retirá-los da Ucrânia antes mesmo do início dos conflitos. Rodrigo Carvalho e cia vem cobrindo a situação nas fronteiras do país, por onde estão passando os exilados do conflito. A emissora decidiu, assim, contar com o trabalho do fotógrafo Gabriel Chaim, com grande experiência em guerras, que tem fornecido material exclusivo para a TV Globo de dentro da região onde acontece o conflito.


A CNN Brasil, por sua vez, conta com o apoio luxuoso da matriz americana que, como a maioria dos canais de notícias americanos, contam com repórteres experientes nesse tipo de situação e fazem uma brilhante cobertura in loco da guerra.