Balanço final do Cariocão: Clubes receberam menos da metade do que receberiam da Globo

De acordo com o Blog do Nicola o balanço final de arrecadação dos clubes no Campeonato Carioca foi desastroso.



Após a recisão do contrato anterior que tinham com o Grupo Globo, no qual cada um recebia mais de R$ 18 milhões, clubes e Federação decidiram por um novo modelo de negociação e dividiram os direitos em cotas de TV aberta, paga e streaming. Não houve interessado pela cota de TV paga, já na aberta SBT, Record e Globo disputaram. A última fez uma oferta para ter um pacote inteiro exclusivo (TV aberta, paga e streaming). Na prática, cada clube grande receberia R$ 12,5 milhões pelo novo acordo, que foi rejeitado.


A Record fechou um acordo para a transmissão em TV aberta pelo valor total de R$ 11 milhões, o que gerou uma receita líquida de pouco mais de R$ 400 mil por clube grande, após a divisão com clubes pequenos, federações e custos de produção. Acreditava-se que a diferença entre o valores oferecidos pela Globo e pela Record seria superada pela venda de PPV próprio do Cariocão, mas a realidade se impôs e apenas cerca de 200 mil vendas acabaram sendo realizadas, com distribuições proporcionais às negociações realizadas por cada clube. No final, após somar PPV e Record, Flamengo faturou R$ 7,4 milhões, Vasco e Fluminense R$ 4,4 milhões e Botafogo R$ 3 milhões. Assim sendo, mesmo o Flamengo, clube que mais faturou, ficou com quase metade da receita oferecida pela Globo na negociação.


O Blog do Nicola também apurou junto aos clubes envolvidos que apenas o Flamengo recusou a proposta final do Grupo Globo, ou seja, Vasco, Fluminese e Botafogo entendiam a proposta como vantajosa. Os clubes de menor expressão ainda não teriam recebido um valor sequer em relação à participação no campeonato e estariam revoltados com o atraso de pagamento dos valores acertados com a Record.


A Record adquiriu os direitos do Campeonato Carioca até 2022 e uma nova negociação, se nada importante mudar, deverá acontecer somente no segundo semestre do ano que vem.