Vazamento de informação do Cade indica que Netflix tem 19 milhões de assinantes no Brasil



Um erro durante a manifestação da Neo TV, associação que representa as pequenas operadores de TV paga, expôs os dados de assinantes da Netflix no Brasil, de acordo com o colunista do UOL, Gabriel Vaquer.


Ao criticar a fusão da Warner Media com a Discovery, a entidade argumentou o seguinte: "É verdade que as plataformas de streaming conquistaram muitos clientes nos últimos anos, mas também é nítido que parcela relevante dos consumidores considera os serviços OTT como complementares à TV por assinatura --a Netflix, por exemplo, já foi capaz de conquistar 19 milhões de assinantes no Brasil sozinha". Para confirmar o seu argumento, a Neo anexou um documento que a Netflix enviou ao Cade em um processo que investigava o pagamento de bônus publicitário pela Globo, em Janeiro deste ano.





O número vai de encontro ao que o mercado já especulava há mais de um ano, uma vez que os números de assinantes de uma plataforma são guardados em uma caixa preta pelas empresas. Muitos especialistas, na verdade, já apontavam que a Netflix poderia ter mais de 20 milhões de assinantes no Brasil já em 2020.


Procurados para dar explicações, nem o Cade e nem a Netflix quiseram emitir qualquer nota a respeito da gafe. A Netflix apenas reforçou que não divulga o número de assinantes por motivos estratégicos e que irá investigar o vazamento.