Globo anuncia aumento de 50% em investimento e deve gastar mais de R$ 6 bilhões em conteúdo em 2022


Alheia às previsões apocalípticas que prevêem o seu fim, a Globo anuncia nesta quinta-feira um importante crescimento no seu investimento na produção de conteúdos para o ano de 2022.


De acordo com Manuel Belmar, diretor-geral de finanças da Globo, o Grupo Globo deve encerrar o ano de 2021 com um crescimento de quase 20% em suas receitas. O bom desempenho foi puxado pela publicidade, que representa 60% do faturamento do maior grupo de mídia do país. A receita de venda direta de conteúdo, os 40% restantes, deverá aumentar 8%.


A boa performance financeira é relacionada com a melhora do ambiente macroeconômico, com o arrefecimento da pandemia, e com o lançamento de novidades como o Globo Ads, ferramenta que facilitou a compra de espaços publicitários por anunciantes e agências.


Outro destaque do grupo esse ano foi o Globoplay. A plataforma brasileira cresceu a sua receita em 70% nos últimos 12 meses, com 27% de aumento do número de assinantes.


Com os números positivos em mãos, a Globo anunciou que deverá investir R$ 6,75 bilhões apenas em produção de conteúdo para o ano de 2022, número que é 50% superior aos R$ 4,5 bilhões orçados para 2021. Outro R$ 1 bilhão será direcionado apenas para a área de tecnologia da empresa.


"Queremos continuar sustentando nosso crescimento com recursos gerados internamente. O ano de 2022 trará condições macroeconômicas desafiadoras, mas a companhia projeta crescimento. A Globo é uma empresa que aposta no Brasil. Estamos muito otimistas”, finalizou Belmar.