Morre Nelson Sargento aos 96 anos

Morreu nessa quinta-feira (27) um dos maiores nomes da história do samba, Nelson Sargento, vítima de complicações da COVID-19. Apesar de já ter tomado as duas doses da vacina, o sambista foi diagnosticado com a doença na última sexta-feira. Ontem a família divulgou que ele precisou ser intubado para tratar das consequências da infecção. Além da idade avançada, o baluarte também tratava um câncer de próstata há alguns anos.


Foto: Claudia Martini/Enquadrar/Estadão Conteúdo/Arquivo


A carreira de Nelson Sargento está intimamente ligada à Estação Primeira de Mangueira. Um dos torcedores símbolo do Vasco da Gama, Nelson Sargento marcou a história da música brasileira com canções como 'Agoniza, mas não morre', 'Cânticos à Natureza', 'Encanto da Paisagem', 'Falso sincero amor', 'Século do Samba', 'Acabou meu sossego', entre outras 400 obras feitas em parceria com grandes nomes da arte nacional.