Nasce a pornovela: Globo vende o seu primeiro folhetim para o streaming como obra erótica


Estreia nesta quarta a primeira novela brasileira pensada e produzida para o streaming. A Globo, uma das maiores produtores de telenovelas do mundo, resolveu apostar na continuação de uma história que foi recordista de audiência no Brasil e no mundo, além de faturar os principais prêmios internacionais, entre eles o Emmy Internacional.


A obra de Walcyr Carrasco deverá focar no confronto entre Angel e Giovanna, vividas por Camila Queiroz e Ágatha Moreira. No entanto, o que mais vem chamando a atenção do público e vem sendo reforçado em todas as divulgações do Globoplay é o conteúdo erótico da trama. Serão ao todo 67 cenas de sexo e será a primeira novela proibida para menores de 18 anos produzida pela Globo. Tanta ousadia esgotou o estoque de tapa sexo no Rio de Janeiro e levou a diretora Amora Mautner a recorrer a uma especialista para auxiliar exclusivamente na produção das cenas mais picantes.


A primeira Pornovela(apelido carinhoso que estamos dando aqui no Ao Vivo) da Globo será exibida em live aberta para não assinantes do Globoplay nesta quarta-feira às 21h30 e os seus 10 primeiros capítulos estarão disponíveis para os assinantes logo em seguida. Até lá, ficaremos na expectativa para saber se a trama de Walcyr Carrasco entregará, para além do erotismo, um roteiro igualmente excitante.